Bio

Manoela Beneti nasceu em Belo Horizonte e vive em São Paulo desde 2014. Filha de uma artista plástica e de um médico, psiquiatra e psicanalista, cresceu em meio às artes, aos livros, às ideias e à criação. O avô paterno era músico e marceneiro com sua fábrica de móveis, onde a arquiteta, na infância, desenvolveu suas primeiras volumetrias em madeira; O avô materno, imigrante europeu, fazendeiro e comerciante; Uma avó era artista múltipla e a outra, também brilhante, de espírito inabalável, entre outros feitos começou  a escrever livros aos 95 anos de idade. Os pais e os avós foram influências fundamentais na formação de Manoela.

A escolha pela Arquitetura permitiu unir os campos das artes e das ideias objetivas, com a finalidade de criar espaços que abrigassem a vida com beleza, harmonia e leveza e que, além de funcionais e belos, fossem uma narrativa sobre a identidade do cliente.

corte

Além de seu percurso como arquiteta independente, desde sua graduação em 2002 na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), integrou algumas das equipes de arquitetura mais prestigiadas do Brasil, como a dos premiados Arquitetos Associados de Belo Horizonte, durante dois anos e meio; a do escritório do arquiteto Carico, durante três anos; e a do escritório americano Perkins and Will, um dos cinco maiores do mundo, onde acumulou as funções de Project Designer (concepção) e Project Architect (coordenação de projeto) durante pouco mais de um ano, como sua primeira experiência ao chegar em São Paulo.

Em paralelo à carreira de arquiteta empreendeu a Grampo, em Belo Horizonte, que, em seu primeiro ciclo, foi uma das lojas pioneiras de design jovem do país e, em seu segundo ciclo, uma galeria de arte sem fins comerciais. Ali Manoela realizava exposições multidisciplinares, a baixíssimo custo, como fonte de pesquisa em identidade a ser aplicada nos projetos, com experimentação em curadoria, expografia, cenografia, marketing, design gráfico, escrita e fotografia.

Desde 2015 dedica-se essencialmente aos seus projetos de Arquitetura, atendendo à clientes residenciais, corporativos e comerciais, e em paralelo, à Grampo, que em 2018 iniciou seu terceiro ciclo. Agora, como uma revista no Instagram para a qual Manoela exerce a Editoria, difundindo cultura de Arquitetura, Urbanismo, Arte, Design e outros.